Planejamento

Aprenda de uma vez por todas como calcular o seu capital de giro!

fevereiro 7, 2019
como calcular capital de giro
Tempo de leitura 3 min

Um controle financeiro eficaz é essencial para manter a empresa funcionando adequadamente. Afinal, uma organização não se sustenta apenas com boas ideias; é necessário ter o aporte de recursos necessários para mantê-la com as operações em dia.

Porém, isso só ocorre a partir do momento que os gestores responsáveis têm dimensão real da situação financeira da organização, a fim de manter o controle adequado das métricas importantes e encontrar soluções para possíveis problemas que possam aparecer.

Neste artigo apresentaremos como calcular capital de giro, um indicador importante para seu negócio. Mostraremos como realizar seu cálculo de forma eficiente e quais as melhores dicas para administrá-lo. Continue lendo e tire suas dúvidas sobre o tema!

O que é capital de giro?

Capital de giro diz respeito à quantia de capital de reserva necessário para manter as funções cotidianas operando tranquilamente. Ou seja, é um indicador essencial para o funcionamento normal do seu negócio. Isso porque ele é o responsável pego pagamento das contas essenciais de infraestrutura (água, luz, internet, aluguel, entre outros), bem como o pagamento de funcionários e fornecedores e pode ser um indicador importante para o diagnóstico organizacional.

É definido como reserva financeira, mas não é bem assim. Quando pensamos em reserva, sempre vem à mente a ideia de uma quantia que poderá ser investida posteriormente. Não é esse o caso. O capital de giro é o responsável por garantir o funcionamento atual do negócio, sendo fundamental para a parte operacional do negócio, fazendo parte do planejamento orçamentário.

Quais as diferenças entre capital de giro e capital de giro líquido?

O capital de giro líquido (CGL) é aquele que te mostra o que, de fato, você tem disponível na prática para utilizar para o pagamento das principais despesas do seu negócio. É ele que deve ser levado em consideração no ato do cálculo, como veremos a seguir.

Como é feito o cálculo do capital de giro?

O cálculo do capital de giro líquido é feito da seguinte forma:

Capital de giro líquido = (ativo circulante) – (passivo circulante)

O ativo circulante diz respeito ao dinheiro que você já tem em caixa ou que está previsto para entrar no período de análise, enquanto o passivo circulante é o que você deve. O valor final é o que você deve obter como capital de giro para manter a empresa funcionando.

Quais as melhores dicas para administrar o seu capital de giro?

Agora que você já sabe como calcular o capital de giro, é hora de conferir algumas dicas fundamentais para mantê-lo em dia.

Peça ajuda a especialistas

Eles poderão dar um norte importante para saber equilibrar as contas da sua empresa e manter o capital de giro sempre em dia.

Mantenha a gestão de contas atualizada

É preciso saber cada uma das despesas que a empresa tem assim que elas são efetivadas. Somente assim você poderá ter dimensão real do passivo circulante no momento.

Considere pedir um empréstimo

É claro que nenhuma empresa quer contar com esse tipo de válvula. Porém, em alguns casos, ele é necessário para evitar a paralisação dos serviços. Desde que bem planejado, pode ser uma saída importante para a quitação das dívidas da empresa.

Analise como cortar gastos

É possível reduzir os valores de infraestrutura da organização para ter um capital de giro mais favorável? Por exemplo, mudar a sede da empresa para um local com valor de aluguel mais aprazível ou diminuir os gastos com água e luz podem facilitar nesse processo.

Agora que você já sabe como calcular seu capital de giro e como otimizá-lo, é hora de colocar essas dicas em prática e melhorar o diagnóstico financeiro do seu negócio.

Nosso conteúdo foi útil para você? Então, aproveite e compartilhe o material em suas redes sociais e leve esse conhecimento para sua rede de amigos!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário