Gestão

Como criar um plano de negócios eficiente? Aprenda aqui!

fevereiro 1, 2018
Tempo de leitura 4 min

O plano de negócios é um documento imprescindível para o crescimento saudável da sua clínica. Ele conterá todas as estratégias definidas a curto e a longo prazo, a fim de atingir, estrategicamente, os objetivos pretendidos pela organização.

Sua principal vantagem consiste em ter oficializado o planejamento prévio para um determinado período. Com isso, pode-se pensar em ações maduras, eficientes e que tragam resultados reais e melhora da produtividade, em vez de arriscar-se em ações sem embasamento, apenas na tentativa e erro.

Esse tipo de comportamento é o que diferencia os negócios bem-sucedidos daqueles que tendem a fechar após os três primeiros anos de vida. Por isso, é essencial que você saiba como criar um plano de negócios eficiente. Continue a leitura e veja dicas importantes de como prepará-lo.

Faça uma pesquisa de mercado

Você deve verificar em que contexto a sua clínica se enquadra dentro do mercado. Ela está aproveitando uma brecha importante e está inovando? Ela tem concorrentes grandes em sua região? O que o público espera dos serviços?

Você não pode simplesmente estimar isso sem ter a dimensão real do cenário em que o negócio se insere. Por isso, é imprescindível realizar uma pesquisa de mercado a fim de compreender quais são os pontos positivos e negativos do ambiente no qual ela se enquadra.

Dessa forma, contorna-se fraquezas e explora-se aquilo que há de forte de forma estratégica, preparando-se adequadamente.

Simule diferentes cenários para o seu negócio

Um ponto importante do plano de negócios está relacionado a contextos de crise. Um plano de contenção de problemas deve ser bem preparado e, por isso, é importante simular as diversas situações em que pode ocorrer um cenário desfavorável.

Desde um problema judicial de trabalho a grandes crises, você deve analisar cada uma delas e propor respostas eficientes e maduras. Dessa forma, saberá adequadamente como reagir e não será pego de surpresa, evitando, assim, medidas desesperadas que podem ser ineficientes.

Elabore um plano de marketing

A divulgação do seu negócio faz parte da estratégia de crescimento. O plano de negócios deve englobar quais serão os principais veículos e mídias em que haverá presença da marca, qual a imagem que deve ser construída sobre ela, as projeções de investimento em marketing e o possível crescimento dessa verba a curto e longo prazo.

Mapeie seus concorrentes

Conhecer seus concorrentes diretos e indiretos é um importante meio de aprendizado. É por meio dos erros deles que você pode verificar o que não deve ser feito e inspirar-se em cases de sucesso.

Além disso, esse tipo de mapeamento permite compreender quais são as brechas que eles deixam abertas, de forma a explorar essa vulnerabilidade e crescer com consciência, até mesmo, em áreas bastante concorridas.

Seja realista ao criar seu plano de negócios

Um erro comum ao criar um plano de negócios é estabelecer metas e prazos irreais. Um médico iniciante em um grande centro urbano que propõe se tornar o profissional mais procurado em sua área em 6 meses é um bom exemplo disso.

Não significa que isso seja impossível, mas dificilmente essa meta será atingida. E, com isso, será complicado avaliar possíveis erros que estejam atrapalhando os objetivos traçados.

Seja realista com as suas propostas. Isso poderá trazer possibilidades de mensuração muito mais ricas do que caso se proponha a metas absurdas.

Estipule um prazo de duração do seu plano de negócios

Todo plano de negócios deve ter um prazo para revisão. Lembre-se de que cenários mudam e, por isso, há a necessidade de atualizá-lo constantemente.

Prazos entre 6 meses e 2 anos são os ideais para revisões e/ou uma completa transformação do documento, de forma a propor novas metas, avaliar o que deu certo e errado, repensar o mercado, entre outras questões.

Descobrir como criar um plano de negócios pode ser uma tarefa árdua para aqueles que estão passando por esse processo pela primeira vez. Por isso, que tal contar com uma consultoria para isso? Descubra as principais razões para contar com esse serviço. Vamos lá!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário