5 dicas de como proteger minha empresa de fraude

Tempo de leitura 4 min

“Como proteger minha empresa de fraude?” Todo empresário, em algum momento, vai se indagar sobre essa questão. Com o mercado cada vez mais competitivo e tecnológico, isso pode acontecer mais previamente.

O fato é que as empresas precisam se preocupar não só com a perda de materiais físicos, mas também com o roubo e a fraude de informações virtuais e documentos importantes. Cair nesse tipo de armadilha pode acarretar prejuízos, que vão desde perda de espaço no mercado até problemas judiciais.

Para que você consiga desenvolver um trabalho de qualidade, apresentaremos, neste artigo, 5 dicas de como proteger a sua empresa de fraudes. Continue lendo e confira!

Como proteger minha empresa de fraude?

1. Crie um código de conduta

Criar um código de conduta é uma das medidas básicas, mas mais importantes para firmar os valores de um negócio. Com ele, todas as pessoas envolvidas com a empresa conseguem entender seus limites profissionais. Contudo, o desenvolvimento não deve acontecer de forma unilateral. É interessante que funcionários e corpo administrativo criem juntos as normas, afinal, será algo importante para toda a empresa.

Além disso, é essencial que o código de conduta não seja mais um documento sem utilidade. É necessário um esforço para que ele seja alcançado e seguido por todos, a começar pela gerência.

2. Tenha cuidado com a contratação dos funcionários

Prevenir fraudes significa ter atenção a diferentes processos do negócio, inclusive à contratação de funcionários. Muitas vezes, os gestores de recrutamento focam apenas no conhecimento profissional dos candidatos, mas deixam de apresentar detalhes sobre o que a empresa espera deles em outros aspectos.

Esse trabalho é imperativo, pois impede que o funcionário cometa erros por falta de conhecimento sobre as práticas da empresa. Sendo assim, realize testes comportamentais durante as seleções e apresente situações hipotéticas para entender o perfil ético dos aspirantes. Outra ótima atitude é apresentar o já criado código de ética para os recém-contratados.

3. Realize auditorias internas e externas para analisar os documentos

As auditorias são pilares que sustentam um planejamento de gestão de riscos. Ou seja, são estratégias essenciais em uma governança corporativa. Quando você analisa os documentos e verifica os processos da empresa, não só garante que tudo esteja dentro do planejado, como também assegura que as práticas estejam alinhadas dentro do negócio. É por meio das auditorias internas e externas que a sua empresa também consegue:

  • transmitir maior transparência ao mercado;

  • prestar contas para os sócios;

  • identificar possíveis falhas e fraudes financeiras, administrativas etc.

4. Crie um canal de denúncia anônima

A participação de todos no combate às fraudes é fundamental. Porém, por receio de represálias ou mesmo por incertezas, nem sempre o funcionário se sente à vontade para relatar uma situação. É nesse momento que um canal de denúncia anônima se faz necessário. E não estranhe ou interprete de maneira equivocada: as maiores empresas do mundo contam com esse tipo de comunicação.

Por isso, analise qual é a melhor ferramenta a se aplicar, disponibilize-a para os funcionários, os fornecedores e os clientes e permita que a interação direta seja mais uma aliada contra as fraudes.

5. Conheça os pontos frágeis do seu negócio

Conhecer as fragilidades é a melhor maneira para se tornar mais forte. Essa filosofia é interessante e pode ser aplicada completamente em um contexto corporativo. Nesse sentido, realize um trabalho de autoanálise, identifique os pontos vulneráveis do seu negócio, certifique-se sobre a segurança de todos os pontos de entrada e saída, tanto físicos quanto digitais, e realize testes de forma periódica.

Essa análise é eficiente também na construção de planejamentos, pois aponta quais as melhores decisões a se tomar no quesito de controle da informação e monitoramento de processos.

Então, para você, que se perguntou “como proteger minha empresa de fraude?”, essas são algumas das dicas mais eficientes para ser bem-sucedido no objetivo. Porém, como apresentado, muitos mais do que qualquer movimento prático, é necessário conscientizar os colaboradores sobre a importância de proteger documentos e informações exclusivas do negócio.

Agora que você já sabe como impedir as fraudes no seu empreendimento, que tal assinar a nossa newsletter e receber outros conteúdos relacionados?

One thought on “5 dicas de como proteger minha empresa de fraude

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *