Gestão

Descubra os maiores erros na gestão de pessoas e como evitar

março 20, 2019
Tempo de leitura 6 min

Administrar uma empresa e garantir seu sucesso é ir além de criar produtos inovadores e agradar seu público-alvo. Se os seus colaboradores não são bem gerenciados e não se sentem valorizados e motivados, os resultados podem ser desastrosos.

Lembre-se que o capital humano é uma das partes mais importantes de qualquer organização e, por isso, merece total atenção por parte dos gestores responsáveis, para que nenhum erro comprometedor possa causar prejuízos severos à empresa.

Continue lendo nosso artigo e descubra quais são os principais erros na gestão de pessoas e aprenda a identificá-los antes que causem danos consideráveis em seu negócio.

Os problemas causados por erros na gestão de pessoas

Erros na gestão de pessoas podem causar uma série de problemas para a sua empresa, entre eles:

  • queda de produtividade;

  • atrasos na entrega de tarefas;

  • colaboradores desmotivados;

  • maior índice de revisões;

  • prejuízos financeiros;

  • maior índice de turnover;

  • queda de credibilidade no mercado perante os clientes.

Os maiores erros na gestão de pessoas

É essencial compreender quais são os principais erros na gestão de pessoas, de forma a identificá-los no ambiente interno da sua empresa. Veja os principais deles.

Não motivar os funcionários

Um dos principais erros cometidos na gestão de pessoas é esquecer de motivar seus funcionários ao longo das rotinas produtivas. Muitos gestores exigem consideravelmente no que concerne ao cumprimento de metas e objetivos, mas não oferecem um amparo motivacional para que os colaboradores alcancem o que foi traçado pela empresa.

Essa é uma questão tão delicada que, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, 56% dos funcionários não estão satisfeitos com seu trabalho. O resultado disso são pessoas que, ao não manterem energia e foco em suas jornadas, não conseguem bater metas e não vestem a camisa da organização.

Outra consequência é uma alta taxa de turnover, que representa não só uma perda de credibilidade para a empresa perante o mercado, mas também prejuízos financeiros com rescisões de contrato e processos seletivos para novas contratações.

Não treinar os colaboradores

Um dos problemas mais comuns no ambiente interno das empresas é o desalinhamento entre o trabalho exercido pelos colaboradores e as expectativas internas. E um dos grandes responsáveis por isso é a falta de treinamento.

Quando a empresa realiza os treinos e cursos necessários, ela mostra para o funcionário como funciona a cultura interna da organização, como deverão ser realizadas as funções, o que é permitido e, principalmente, o que não é permitido dentro do ambiente interno. Esse tipo de treinamento deve ser oferecido no ato da contratação e ser reforçado periodicamente.

Ter um ambiente desfavorável a comunicação clara

Falhas de comunicação entre gestores e funcionários geram uma série de erros nos processos internos, que podem comprometer consideravelmente a qualidade, bem como exige retrabalhos constantes. Imagine, por exemplo, que uma tarefa não tenha sido bem passada pelo gestor, gerando falha de entendimento. Se o funcionário não tem canais de comunicação facilitados com seu superior para resolver possíveis dúvidas, poderá realizar a tarefa de forma errônea.

O superior, ao identificar o erro, reenvia para o colaborador para revisão. Esse processo demanda tempo. Em alguns casos, demanda reutilização de materiais, prejuízos e atrasos no cumprimento da tarefa. Por isso, é essencial estabelecer canais de comunicação diretos e eficazes entre os membros, minimizando riscos de falhas nos processos internos.

Não promover a capacitação do colaborador

Capacitação vai além dos treinamentos internos: é incentivar a realização de cursos externos, treinamentos, pós-graduações, entre outras atividades que complementem os conhecimentos dos seus colaboradores.

Quando isso não é incentivado, pode ocorrer uma espécie de “acomodação” do seu funcionário. Ele poderá não desenvolver o hábito de buscar essas opções por ele mesmo. Além disso, muitos cursos importantes podem estar acima das condições de pagamento deles, inviabilizando o processo de especialização.

A empresa pode colaborar com esse processo, estabelecendo parcerias com instituições de ensino e financiando os cursos para seus colaboradores. Lembre-se que a capacitação de seus funcionários é um investimento.

Não avaliar o clima organizacional da empresa

De repente, começam a ocorrer diversas saídas de funcionários, pedindo demissão. A produtividade cai. Tarefas começam a atrasar. A motivação de seus colaboradores não é mais a mesma. Como isso aconteceu?

Simples: a avaliação de clima organizacional não foi mensurada da forma como deveria ser. Esse tipo de situação pode ser prevista com o acompanhamento e monitoramento constante de como seus colaboradores se sentem dentro do ambiente interno da empresa. A partir da identificação do problema, os gestores responsáveis devem verificar onde está o problema e corrigir a questão o quanto antes.

Não ouvir o funcionário

Muitas questões internas podem ser otimizadas pelo simples ato de ouvir seus colaboradores. Algumas dicas importantes que, às vezes, não passaram pela cabeça dos gestores, podem ser mencionadas pelos funcionários e contribuir positivamente para o crescimento da empresa. Então não hesite: escute mais seus colaboradores, veja o que eles têm a oferecer de feedback sobre a empresa.

Não oferecer feedback para as equipes

Como seus funcionários vão saber se estão no caminho certo ou não sem um feedback adequado? Feedbacks são necessários para afinar times, reforçar pontos positivos e corrigir falhas que podem prejudicar as equipes. Assim, é uma importante ferramenta para motivar suas equipes e alinhá-las com a cultura da organização.

A importância de uma consultoria focada em gestão de pessoas

Para minimizar as chances de erros na gestão de pessoas e fazer com que sua organização consiga crescer e manter um clima organizacional elevado ao mesmo tempo, é importante contar com uma consultoria especializada em gestão de pessoas.

Empresas dessa natureza conseguem avaliar a situação interna, encontrar quais são as principais falhas, determinar planos de ação a serem implementados, conseguindo enxergar pontos que os gestores internos não conseguiriam observar. Sendo assim, é importante contar com o olhar crítico externo de uma consultoria especializada, que auxiliará a evitar erros na gestão de pessoas.

Para isso, conheça o nosso Diagnóstico Organizacional, que observará todos os detalhes referentes ao capital humano da empresa e oferecerá um plano de ação dedicado para sua organização. Saiba mais em nosso site.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário