Gestão

Gestão de estoque: 4 maneiras de controlar o estoque de forma eficaz

março 12, 2019
Tempo de leitura 4 min

Em empresas de diversos segmentos, há a necessidade de manter certos níveis de matérias-primas e insumos, peças para manutenção, combustíveis e outros consumíveis.

Chamamos as atividades que compõem o processo de otimização da relação entre quantidade e custos desses itens de gestão de estoque. Elas têm impacto direto na margem de lucro do negócio.

Neste artigo, você entenderá melhor a gestão de estoque e encontrará dicas para realizá-la de maneira mais eficiente!

O que é a gestão de estoque?

Também conhecida como controle de inventários, envolve a regulagem e a potencialização do uso dos itens de consumo que se tornarão produtos da sua empresa. Tem como objetivo maximizar os lucros, visando fazer os menores investimentos possíveis em valores de estoque sem afetar os níveis de satisfação do cliente.

Esse processo também dá visibilidade ao inventário, garantindo que tudo seja corretamente apropriado pela contabilidade de custos a qualquer momento, seja para atender às regulamentações legais ou de gerenciamento.

Como buscar a eficiência na gestão de estoque?

Falando em processo produtivo, é natural pensar que o ideal é ter todas as quantidades necessárias de insumos e outros componentes para maximizar a produção. No entanto, na prática, não é tão simples. Há questões como indisponibilidades de fornecedores, tamanhos de lotes, custos relacionados a armazenagem, perdas por validade.

Por isso, é muito importante trabalhar para buscar o gerenciamento ótimo dos estoques. Algumas ações podem ajudar.

1. Acompanhe toda a cadeia de suprimentos

No passado, era comum observar que vários elementos da cadeia de suprimentos funcionavam de forma independente. Hoje, os fabricantes buscam fornecer atualizações em tempo real. As empresas de logística dão a localização exata dos itens de estoque e os serviços de entrega ao cliente informam quando os produtos foram entregues.

O uso de novas tecnologias, como dispositivos móveis, scanners de código de barras e ferramentas de rastreamento, contribui decisivamente para a melhoria desse processo. O benefício é que você pode identificar problemas assim que surgirem e corrigi-los rapidamente.

2. Elimine as ineficiências de armazenagem

Existem várias maneiras de melhorar os custos de manutenção de estoque, esteja ele armazenado em seu próprio depósito ou terceirizado. Métodos de armazenamento mais ajustados, layouts eficientes e equipamentos de manuseio modernos são algumas das práticas que devem ser buscadas nesse sentido.

Utilizar efetivamente o espaço permite tirar proveito dos descontos de fornecedores e solicitar maiores quantidades em momentos apropriados. Também vale a pena explorar outros métodos, como cross-docking ou soluções gerenciadas por fornecedores.

3. Estabeleça procedimentos de compra

Para garantir que o estoque seja controlado adequadamente, é preciso adotar políticas de compra que se alinhem com o histórico de vendas real, com os dados do padrão de demanda e, principalmente, com a estratégia do negócio.

Todos os itens que não tiveram giro ou não foram vendidos dentro de um período contábil devem ser classificados como obsoletos e liquidados para eliminar custos desnecessários.

Insumos e componentes com demanda em declínio precisam ser sinalizados no sistema e seus limites de nível de estoque de segurança devem ser ajustados. Também vale para os casos em que a necessidade aumenta, com procedimentos de compra alinhados a isso.

4. Desenvolva um bom modelo de previsão

Modelos de previsão eficazes são fundamentais para saber quando aumentar ou reduzir os níveis de estoque com base na mudança da atividade de compra.

Existem softwares que processam dados de várias fontes e podem ajudar ao estabelecer essas projeções. A prática depende de um modelo matemático robusto e da obtenção e apuração de informações de diferentes partes da cadeia de suprimentos, como fabricantes e fornecedores, para complementar seus próprios dados.

A gestão de estoque é, sem dúvidas, um dos processos mais importante em um negócio. Quando não é realizado da melhor maneira, os impactos financeiros podem levar a graves problemas porque imobilizam o capital que poderia ser utilizado em outros investimentos estratégicos. Assim, empresas que não gerenciam seus inventários corretamente podem vir a ter sérias dificuldades de capital de giro.

Agora que você já conhece mais a respeito da gestão de estoque, que tal aprender sobre a realização do planejamento orçamentário!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário