Gestão

GRD – Gerenciamento de Rotina Diária: saiba o que é e como fazê-la

junho 15, 2018
GRD – Gerenciamento de Rotina Diária: saiba o que é e como fazê-lo
Tempo de leitura 4 min

Uma gestão otimizada é essencial para qualquer negócio. Porém, na área hospitalar ela é uma exigência. Ao lidar com questões de saúde, é importante que o negócio funcione adequadamente, sem quaisquer problemas, oferecendo o melhor serviço para o cliente.

Uma das metodologias que podem ser aplicadas é o GRD – Gerenciamento de Rotina Diária. Continue lendo, saiba mais sobre o assunto e veja os benefícios dele para a gestão e a produtividade da clínica.

O que é GRD – Gerenciamento de Rotina Diária?

O GRD – Gerenciamento de Rotina Diária é uma metodologia utilizada para gestão da qualidade, que auxilia os funcionários a focarem naquilo que deve ser de fato realizado. Também auxilia a manter e potencializar os resultados cotidianos por meio da gestão de qualidade e melhoria contínua.

Como ele funciona?

Ela é uma metodologia amparada em conceitos de gestão e engenharia de produção, com foco em eficiência organizacional. O GRD se ancora nos seguintes pilares:

  • melhora contínua dos processos;
  • foco nos resultados;
  • padronização do trabalho realizado na clínica;
  • tratamento de possíveis anomalias que estejam ocorrendo no ambiente.

Sua ideia é a rápida identificação de problemas e proposta de soluções imediatas.Também se propõe a encontrar as questões crônicas que demandarão maior estudo, além de esforços para sua resolução.

O GRD faz parte de uma prática de Gerenciamento da Qualidade Total, um método extremamente importante no mercado e essencial na área da saúde.

Como aplicar este conceito na empresa?

É preciso, antes de qualquer coisa, que os gestores da clínica tenham consciência de quais são os objetivos e prioridades no momento, já que a ideia é voltar às atividades diárias para esse fim, otimizando os processos organizacionais com essa finalidade.

Assim, por meio de uma consultoria especializada para implementação da metodologia, serão levantados os principais pontos de funcionamento da clínica para estabelecer indicadores de qualidade, custo, entrega e segurança para serem mensurados a longo prazo.

Também, por meio dessa avaliação, encontram-se possíveis anomalias e torna-se possível resolvê-las, evitando perdas maiores.

Posteriormente são definidos os padrões a serem aplicados, a fim de otimizar a rotina diária. Deve-se padronizar processos de áreas como:

  • atendimento ao cliente;
  • manutenção;
  • financeiro;
  • marketing;
  • administração de materiais;
  • recursos humanos, entre outros.

Após essa etapa, realizada por meio da elaboração de fluxogramas de processos e procedimentos operacionais padrão a serem aplicados, deve-se preparar o treinamento dos colaboradores para realizarem suas atividades segundo o proposto anteriormente.

Deve-se também propor KPI’s para mensuração posterior, a fim de monitorar e identificar se os processos foram otimizados e, caso contrário, propor novas mudanças, dentro de uma proposta de melhoria contínua dos processos.

O GRD pode ser complementado com ferramentas como o 5S, que auxilia a potencializar os resultados obtidos.

Quais os benefícios para a gestão e a produtividade da empresa?

A implementação do GRD no ambiente hospitalar ou em clínicas médicas traz uma série de benefícios para uma melhor gestão, tais como:

  • padronização dos trabalhos realizados, uniformizando processos;
  • eliminação de retrabalho e redundância de tarefas, principalmente administrativas;
  • melhor gerenciamento de tempo;
  • dimensionamento do número de pessoas necessárias para determinadas funções;
  • identificação de interfaces entre diversas áreas;
  • possibilidade de elaborar planos de ação de melhoria contínua, permitindo uma potencialização da qualidade do trabalho;
  • melhoria da satisfação do cliente;
  • identificação rápida de problemas no ambiente hospitalar e resolução agilizada, entre outros.

Por meio da aplicação de metodologias como o GRD – Gerenciamento de Rotinas Diárias no ambiente hospitalar, é possível prover uma melhor gestão e obter resultados mais eficientes no dia a dia.

Um outro ponto que deve ser melhorado para garantir maior fluidez no trabalho e, consequentemente, prestar um melhor serviço ao paciente, é verificar como otimizar o tempo de atendimento. Leia nosso artigo sobre o assunto e tire suas dúvidas.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário