Sem categoria

4 principais indicadores financeiros empresariais

dezembro 5, 2019
gestão financeiro
Tempo de leitura 3 min

Os indicadores de desempenho de uma corporação não se limitam aos números. Existe uma série de outras informações que refletem a situação econômica da empresa e que precisam ser mensuradas. Sendo assim, você sabe quais são os indicadores financeiros empresariais?

O termo refere-se a dados quantitativos que auxiliam um negócio a acompanhar o planejamento a partir de dados fornecidos pela área financeira. Com eles é possível acompanhar e analisar o desempenho da empresa e, caso o objetivo pré-estabelecido não seja alcançado, mudar as estratégias. Afinal, o que não é medido, não pode ser gerenciado.

Então, quer conhecer alguns exemplos de indicadores financeiros empresariais e como analisá-los? Continue a leitura e saiba mais!

1. Indicadores de liquidez

Os indicadores de liquidez refletem basicamente se uma corporação é capaz de cumprir suas obrigações de pagamento dentro do prazo. Informações essenciais para investidores, fornecedores, bancos, analistas de mercado, gestores etc. Existem 4 índices de liquidez:

  • liquidez corrente: avalia a capacidade de pagamento de uma corporação em curto prazo;
  • liquidez imediata: indica os valores contidos no caixa da empresa, nas aplicações financeiras e nos saldos bancários em curto prazo;
  • liquidez seca: mensura a quantidade existente no caixa para pagar as contas em curto prazo, mesmo sem vender nada do que foi estocado;
  • liquidez geral: avalia a saúde financeira do negócio a longo prazo;
  • capital de giro líquido: a quantidade de capital existente em uma corporação para executar suas demandas;
  • capital de giro próprio: indica se um negócio precisa ir atrás de recursos financeiros de terceiros para financiamentos.

2. Indicadores de rentabilidade

Esses indicadores avaliam o lucro da corporação em diferentes fases a partir do que foi vendido e investido.

  • Margem operacional: após a dedução de despesas (menos o imposto de renda), esse indicador avalia o capital restante da corporação;
  • margem EBITDA: avalia o retorno financeiro das vendas no caixa do negócio;
  • margem líquida: avalia o que restou para a corporação após a dedução de despesas, dessa vez com o IR;
  • retorno sobre o investimento (ROI): Determina a porcentagem de capital sobre um valor investido.

3. Indicadores de lucratividade

Enquanto o lucro mensura o quando você faturou além das despesas, a lucratividade demonstra o percentual de rentabilidade do negócio. Para isso, basta dividir o lucro líquido pela quantidade de vendas.

4. Indicadores de estrutura de capital

Esses valores evidenciam o quanto o negócio pode está endividado, sem desconsiderar a capacidade dele em fazer a gestão crescer e pagar os juros da dívida. Assim, ele ajuda a mensurar o risco financeiro de uma corporação.

Como analisar esses indicadores?

Os indicadores de desempenho de uma empresa devem ser continuamente aplicados, assim, é possível compará-los com os resultados anteriores para observar quais foram os impactos.

Feito isso, o gestor deve entender o que levou ao resultado obtido, como fatores internos e externos. Dessa maneira, é preciso pensar em alternativas para melhorar os resultados e, depois, reaplicar as análises para avaliar se os novos métodos surtiram bons efeitos.

Ou seja, não basta ter dinheiro no caixa. Os indicadores financeiros empresariais ajudam no monitoramento da situação econômica para ter certeza de que as metas estão sendo alcançadas. Caso contrário, é preciso pensar em estratégias e planos para que o empreendimento alavanque suas vendas.

Gostou do nosso post? Aproveite a visita para conferir também como lidar com imprevistos na gestão financeira e se aprofunde no assunto!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário