Gestão

Saiba como alcançar a Acreditação Hospitalar

março 13, 2018
Tempo de leitura 4 min

A Organização Nacional de Acreditação (ONA) define a acreditação como um modelo de avaliação e certificação da qualidade dos serviços prestados no setor de saúde. Trata-se de um sistema com caráter educativo, que visa a melhoria contínua das instituições, sem ter o objetivo de fiscalizar ou controlar. Basicamente, é o reconhecimento formal pela competência de uma empresa para desenvolver atividades específicas, conforme os critérios definidos pela Norma de Acreditação.

No Brasil, o Ministério da Saúde em parceria com a ONA criou o Programa de Acreditação Hospitalar, que concede um certificado de acreditação para clínicas e hospitais que passam pelo processo de avaliação e atestam a qualidade dos seus serviços.

Prestar um serviço de qualidade e com boa reputação deve ser o objetivo de qualquer empresa, principalmente quando falamos de estabelecimentos da área de saúde. Afinal, ninguém quer entregar a sua vida nas mãos de um hospital ou clínica com uma imagem desfavorável. Nesse contexto, conseguir a Acreditação Hospitalar é essencial para aumentar a credibilidade da sua marca e se diferenciar em relação à concorrência.

Confira abaixo boas práticas para obter a acreditação para a sua empresa!

Garanta o apoio da alta administração

O primeiro passo para iniciar a sua jornada em busca da Acreditação Hospitalar é garantir o apoio da alta administração. A partir daí, você pode ter acesso aos recursos financeiros necessários para realizar o processo.

Com a liberação e apoio dos administradores principais, é possível contratar um funcionário ou uma consultoria especializada para conduzir a avaliação, fazer reformas na estrutura física do espaço a fim de adequá-la às normas exigidas, dispor de verba para dar pequenas premiações para reconhecer os funcionários com bom desempenho durante esse período. Além de ter dinheiro para arcar com os custos de logística e contrato da empresa credenciada pela ONA.

Promova a capacitação das pessoas chaves

Para cumprir os requisitos exigidos para implantar o sistema de Acreditação é preciso dominar novos conhecimentos, técnicas e ferramentas. Por isso, recomenda-se que os membros do comitê de qualidade passem por treinamentos em melhoria contínua, práticas de gerenciamento de risco, estratégias, liderança e demais temas requisitados.

Lembre-se que essas pessoas terão a responsabilidade de estabelecer o processo de Acreditação de maneira operacional em suas áreas, logo, é preciso que tenham suporte e conhecimentos avançados para tal.

Inicie uma mudança de cultura hospitalar

A cultura de prevenção e de não punição deve ser constantemente estimulada para assegurar a introdução da gestão de qualidade por toda a clínica, modificando a forma de pensar, conduzir e tomar decisões.

É necessário otimizar e instaurar recursos mais eficientes na investigação de acidentes, incidentes, erros e falhas, bem como efetuar uma análise de sistema utilizando um método mais eficiente, como o Protocolo de Londres.

Mapeie os processos

O serviço prestado na área de saúde possui processos que demandam a interação de vários agentes. Mapear os processos é uma ferramenta muito útil para aumentar o controle sobre as atividades e colocar em prática ciclos de melhoria contínua.

Por meio do mapeamento pode-se indicar a entrada, ação e saída de cada processo e os seus envolvidos, como administradores, corpo clínico, tecnologia, enfermagem, pacientes e familiares.

Assim, identificam-se os pontos críticos que ameaçam a segurança e eficiência em cada etapa do serviço. Além disso, se aumenta a integração dos colaboradores, de modo que eles conheçam todos os processos e não só a parte pela qual estão responsáveis.

Implantar a acreditação hospitalar é um processo complexo e que exige cautela e disciplina máxima de todos. No entanto, trata-se de um esforço recompensador, visto que conquistar a Acreditação comprova a qualidade dos seus serviços aos pacientes, sai na frente da concorrência e impacta a sua marca positivamente.  

Quer otimizar a gestão da sua clínica? Conheça 5 ferramentas!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário